5 JEITOS DE CONSUMIR A CANÁBIS

30/07/2017

Salve Brisadores, suavidade?

Você já pensou na diversidade de maneiras de se consumir a nossa santa Canábis?

Então vai lá, para e pensa em como podemos consumi-la e qual o seu jeito favorito.

Acho que em um geral, nunca paramos para pensar na infinidade de jeitos que podemos utilizar a maconha. Há quem curta usar o bong, as famosas bongadinhas, não é mesmo? E em doces, os famosos 'brisadeiros', 'brigonhas', 'brigadonhas' (brigadeiros de maconha), bolos de maconha, hummmmm! Ou mesmo aqueles que curtem um cachimbo artesanal para fumar.

Quantos jeitos diferentes você conseguiu pensar? Depois me fala ein!

Mas agora vamos lá que vou te falar os jeitos que eu pensei. Segue o baile...

MANEIRAS DE SE CONSUMIR A CANÁBIS

Beseado, beck, fino, finéco...

Eita, pra nomear é difícil com tantos nomes que o nosso saudoso baseado tem, não é mesmo? Aliás, que tal descobrir um pouco mais sobre a gíria dos amantes de Canábis, clique aqui e traduza o que seus amigos maroleiros falam e você não entende!

Mas enfim, todos sabemos que o beck é o método mais utilizado no mundo para o consumo da maconha.

Mas você sabe o porque é a maneira mais comum?

Bom, a inalação é a maneira mais rápida que o THC tem de fazer efeito, que é de poucos segundos após o ato de tragar.

Além disso, também é uma maneira de controle, pois você tem a completa liberdade de brecar quando já chegou na brisa que queria, certo?

Cachimbo

Os cachimbos também se fazem uma ótima opção. Mas porque há aqueles que tem preferências pelo mesmo? Vamos lá... os cachimbos são utilizados por aqueles que desejam remover as toxinas da seda, ou seja, que desejam a erva mais pura.

O uso do cachimbo também culmina em menos desperdício de maconha, pois diferente do beck, o cachimbo não deixa a maconha queimando enquanto não está sendo fumada. 

Além disso, o cachimbo também representa economia, pois o espaço disponível por ele só permite a quantidade de maconha para uma ou duas tragadas, porém produzem mais fumaça do que um baseado.

O cachimbo possui uma variedade imensa, tanto no material no qual foi produzido, como em sua forma e qualidade, que à propósito (se preparem para uma curiosidade que vai mudar a sua vida caso você for iniciante) afeta no sabor da maconha! Então é interessante reparar nessas características na hora de comprar o seu.

Os cachimbos são muito práticos, variando entre os modelos mas atuais que podem ser desmontados e montados com muita rapidez e agilidade, se tornando quase tão prático quanto o beck para ser carregado consigo.

Mas cuidado, o cachimbo tem como desvantagem o fato de ser mais difícil de retirar os resquícios de maconha, ou seja, não é muito aconselhável andar com um cachimbo com restos mortais da erva, certo?

Bongs ou cachimbos de água

Hora da bongada! rs

E o que você sabe sobre bong? 

Estes que vos falo agora são os queridinhos da galera que curte um 'produto mais limpo', pois a água colocada no compartimento esfria a fumaça e deixa uma parte do alcatrão produzido no caminho.

Ou seja, reduz as toxinas e deixa mais limpo do que a fumaça vinda diretamente da queima da maconha.

Mas calma calma, que temos um porém.... pois do mesmo jeito que as toxinas são reduzidas, a água também é capaz de reduz a quantidade de THC da fumaça, exigindo que você tenha que dar algumas bongadas até chegar na brisa desejada.

Para quem gosta de inalar grandes quantidades de fumaça de uma vez só, essa é a opção. Acabando dando uma brisa mais potente e rápida!

Vaporizadores

Sabe aquela galera que fuma mas também é preocupada com a saúde do pulmão? Então para eles os vaporizadores se tornam a solução ideal. Isso porque o processo de vaporização consegue aquecer a maconha suficientemente para ser capaz de produzir vapor com o THC e outras substâncias da maconha, e ainda consegue eliminar a produção de alcatrão.

Os vaporizadores se tornam a forma mais 'saudável' de consumir a Canábis uma vez que preserva os canabinoides e ao mesmo tempo não causa grandes danos ao pulmão. 

Além disso, o cheiro do vapor da maconha é mais suave, tornando o uso mais discreto entre marofeiros que desejam mais descrição.

Via oral

Há aqueles que curtem comer maconha, mas calma, não estamos falando daquele seu amigo que pega a maconha e simplismente come (já aconteceu isso com vocês ou só eu que já presenciei isso?Mais de uma vez aliás). Enfim (risos), to falando de colocar em algumas receitas como em brownies, brigadeiros,bolos, ou em refrigerantes, pirulitos e gelatina.

A infinidade de receitas disponíveis na internet é incontestável, porém há aqueles que não curtem tanto essa maneira, pois a brisa demora um pouco mais para bater, quer que eu seja mais exata?Aproximadamente de 30 minutos a 2 fucking horas após a ingestão.

A dosagem é um dos grandes desafios dessa maneira de consumo da Canábis, pois é difícil dosar o quanto é o bastante para você ficar chapado ou não. A galera que curte esse método, utiliza muito de manteigas e óleos a base de maconha produzidas por elas mesmas para conseguir adaptar nas receitas.

Bom, estes são os jeitos mais usados, mas se você tem um outro manda ai pra mim que eu também quero descobrir! Lembrando que cada um utiliza da maneira que mais gosta e que da uma brisa melhor. Vamos cultivar o amor e a harmonia... Agora segue o baile e passa o beck.